quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Judiciário brasileiro é uma seita de demônios de toga

Leandro Fortes

INFÂMIA

Na sentença em que condena, sem provas, o ex-presidente Lula, a juíza Gabriela Hardt cita os depoimentos de dois delatores: Léo Pinheiro e José Aldemário.

Léo e José Aldemário Pinheiro Filho são a mesma pessoa, ela sequer atentou a isso.

Ou seja, é uma sentença abjeta, parcial, montada por gente incompetente.

O ódio a Lula e à sua representação popular fez do Judiciário brasileiro uma seita de demônios de toga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário