terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Bozonazi é figurante de seu próprio governo

"Mandela é um terrorista"
Thomas de Toledo

Enquanto retiram a bolsa cerebral de Bolsonaro, vulgo figurante, quem de fato manda joga suas cartas: Moro propõe um projeto que autoriza o policial a matar sem justificativa. Guedes sugere uma aposentadoria com idade mínima de 65 anos para homens e mulheres, com 40 anos de contribuição. Ou seja, Moro decreta a pena de morte e Guedes, a pena de vida. Para todos? Não, de jeito nenhum. Os privilégios de aposentadoria dos milionários, juízes, políticos e militares seguirão intocáveis. Os bem nascidos que moram nos bairros finos não têm o que se preocupar com a polícia. A ordem é clara: exterminar os pobres, de preferência pretos, enquanto o negão que não desgruda de Bolsonaro aparece com camiseta de Margaret Thatcher. Sim, a mesma que apoiava financeira e politicamente o apartheid na África do Sul.

Nenhum comentário:

Postar um comentário