domingo, 10 de fevereiro de 2019

Bozonaro não confia na Polícia Federal

O Governo Bolsonaro é um festival de coisas interessantes. Bolso grava vídeo "cobrando" a Polícia Federal explicações sobre a facada que levou. A PF já concluiu que Adélio agiu sozinho. Ao cobrar a PF, o presidente mostra que não acredita na polícia.

O papel de cobrar a PF, em caso de suspeitas de irregularidade, deveria ser do ministro da Justiça - Sergio Moro.

Se existe realmente suspeitas de encobrimento, isso significa, no mínimo, que o diretor da PF protege quem tentou matar o presidente eleito.

Se nas próximas semanas o diretor da PF não dizer nada, isso significa, no mínimo, três coisas de acordo com a lógica de Bolsonaro: a) o diretor é membro de uma conspiração e deve ser demitido; b) Adélio realmente agiu sozinho e o presidente é um imbecil; c) a PF é incompetente para dar respostas de verdade e o ministro da Justiça, o senhor Moro, tem que explicar isso.

É um governo que cria fato político contra ele mesmo para deixar sua base de "fanáticos" com assunto e mobilizada.

E se o diretor da PF, o senhor Maurício Valeixo, tiver o mínimo de dignidade profissional - coisa que duvido - deveria entregar o cargo hoje mesmo depois dessa vergonha.


Perrella sempre confiou na Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário